06 July 2005

caros viajantes...



o comboio da semana passada chega com algum atraso às linhas cibernéticas, o que tem acontecido nas últimas semanas...

a ideia do blog, para além de ser uma continuação do inter rail na internet, era
também a partilha dos tais interesses compatíveis (ou não) a que se refere o título. há tanto para falar e partilhar e, por vezes, tão pouca a disponibilidade (física ou emocional) para o fazer...
queria falar de uma das minhas descobertas mais recentes, esse projecto que faz umas coisas quase estranhas muito boas e que dá pelo nome the books, desse devaneio pop delicioso que é o último álbum dos gorillaz (fãs: invistam na edição limitada, um dos melhores argumentos para comprar discos!);
da lista de alguns dos melhores álbuns e filmes de 2004 na minha modesta opinião (ideia que abandonei, por a ter adiado ao ponto de ficar completamente fora de contexto); de cinefilia (vi ontem batman: rendam-se!); do vício em séries de televisão (urge um programa alusivo a esta temática na RUC, mas vai ser difícil fazê-lo na próxima grelha...), e tudo e tudo e tudo...

descoberta e partilha parecem-me as palavras chave de tudo o que se passa na RUC: desde que aqui me aceitaram, nunca em tão pouco tempo descobri (e partilhei) tanta e tão boa música, ao ponto de ter álbuns em lista de espera, implorando a atenção que pensam (penso eu) que merecem. e quem diz música diz filmes, diz revistas...

foi um prazer descobrir o prazer de fazer e descobrir o inter rail; foi um prazer (gozo enorme!) fazer parte do pop dylan (esta 6ª feira, entre as 12 e as 14h, uma emissão especial com toda a equipa do programa!), partilhar a cinefilia no sunset boulevard (vamos continuar a fazê-lo no verão!) ...

mas parece-me que a mudança vem (quase) sempre a tempo: esta semana chega ao fim a actual grelha da RUC, para na próxima 2ª feira (dia 11) entrar a grelha de verão em força. o inter rail vai continuar a ocupar o éter dos 107.9 fm pela mesma hora, na impossibilidade de conjugar de forma mais satisfatória a minha disponibilidade com a da próxima grelha. em breve, então, uma pequena reformulação do blog...

para começar a semana em grande, um convite do ricardo mariano para partilhar (cá está) 5 discos no vidro azul
(que continua igualmente no verão), também ao lado do paulo santos. lá estarei, (en)cantada :) 2ª feira, 23h-01h.

esta 6ª feira, um inter rail inteiramente dedicado aos melhores que por aqui fizeram intercâmbio ao longo dos últimos meses, rematando assim a actual grelha. para a semana, seguimos viagem de regresso ao formato original.

um bem-haja a todos, adeus e até já!


e agora, o tão aguardado alinhamento do programa da semana passada:

inter rail # 37 / 1.julho.2005

01. matt elliott "what's wrong" (drinking songs, 2005)
02. patrick wolf "the railway house" (wind in the wires, 2005)
03. doves "northenden" (lost sides, 2003)
04. jennifer gentle "liquid coffee" (valende, 2005)
05. adem "statued" (homesongs, 2004)
06. colleen "the golden morning breaks" (the golden morning breaks, 2005)

transbordo : crónica de tatiana da silva : cesária évora

07. antony and the johnsons "man is the baby" (i am a bird now, 2005)
08. yann tiersen "mary [with elizabeth fraser]" (les retrouvailles, 2005)
09. kristofer åström & hidden truck "the burn" (so much for staying alive, 2005)
10. animal collective & vashti bunyan "i remember learning how to dive" (prospect hummer [ep], 2005)
11. the books "it never changes to stop" (lost and safe, 2005)



3 comments:

Ri.Ma. said...

Post bíblico – comparado com quase todos os outros. Mas a RUC é assim… e com tudo o que ela “dá”, faz-nos crer na música como um caminho; um caminho que se quer dito e pensado. Que a viagem continue.

Até segunda.

spiv said...

Mudar o corpo. Locais de pernoita. Demonstrar interesse. O gradual desaparecer. Ser negro. Despedida em direcção ao vazio. Sensibilidade harmónica, explicitando silêncios. A Cecília não gosta de ceder. As reminiscências impregnam. Piaçabas. Exclusão social. Sabes que mais? Conto os minutos que faltam. Empenho em não se ser espezinhado. O modo de colocar. Uma curva apertada. Mudanças de timbre.

Inês S. said...

:)
És linda!